Periodontia

Periodontia: Entenda o que é esse ramo da odontologia e como ele pode te ajudar

A periodontia não é uma das especialidades mais conhecidas de grande parte da população, mas seus tratamentos podem ser fundamentais para livrar muitas pessoas de problemas que vão desde um simples mau hálito até complicações fatais. Infecções e inflamações que ocorrem na gengiva podem trazer sérios problemas não apenas para os seus dentes, mas também para órgãos vitais como o coração. Por isso hoje você vai aprender mais sobre a periodontia, quais as doenças que essa especialidade trata, como são realizados os tratamentos e os riscos de não procurar ajuda quando os sintomas de doenças como gengivite e periodontite surgem.

O que é periodontia?

A periodontia é um tipo de tratamento odontológico, conhecido também como raspagem ou periodontologia, é um tratamento que tem como objetivo a cura de inflamações e infecções na gengiva. A gengiva é o tecido que reveste os ossos do maxilar e da mandíbula, além de também promover a fixação dos dentes, oferecendo o suporte necessário à toda a arcada para atividades como a mastigação e a fala.

Doenças tratadas pela periodontia

A periodontia trata basicamente três tipos de doenças que podem afetar qualquer pessoa independente de sua idade, gênero ou qualquer outro fator. Além dessas doenças estarem diretamente ligadas a higiene bucal, outros fatores como tabagismo, altos níveis de estresse, baixa imunidade e hábitos alimentares pouco saudáveis podem ser fatores de risco.

Gengivite

A gengivite é uma inflamação que surge quando há o acúmulo de placa bacteriana, responsável pela formação de uma camada nos dentes e gengiva. Essa camada de placa bacteriana é responsável pela liberação de substâncias ácidas que acabam causando grande irritação nos tecidos dessa região. Além de apresentar sinais como gengiva inchada, vermelha e mais sensível do que o normal, outros sintomas podem ser indicativos de um quadro de gengivite, como: • Retração da gengiva; • Mau hálito; • Gosto desagradável na boca; • Presença de pus. É preciso atenção no diagnóstico e tratamento da gengivite, pois trata-se do estágio inicial de um possível quadro de doença periodontal, que pode acabar evoluindo para problemas mais sérios.

Periodontite

Quando não recebe o tratamento adequado, um caso relativamente simples pode acabar evoluindo para um quadro mais sério, como a periodontite. A evolução da gengivite para um quadro de periodontite faz com que a inflamação, que anteriormente ficava restrita ao tecido da gengiva acabe se espalhando e atingindo ossos e fibras importantes. A falta de tratamento dessa condição faz Quando a periodontite não é tratada corretamente é possível que, além da perda de dentes, o quadro evolua para doenças mais graves como a endocardite, que ocorre quando uma bactéria entra na corrente sanguínea causando infecção nas válvulas cardíacas. Trata-se de um quadro extremamente grave, que pode ser fatal em muitos casos.

Doença periodontal

Esse é o nome dado ao conjunto de problemas como inflamações e infecções que podem afetar desde a gengiva até os ossos responsáveis pela sustentação de toda a arcada dentária, como o maxilar e a mandíbula. Sintomas como irritação e inchaço da gengiva podem acabar desaparecendo sem a necessidade de intervenção de um dentista, mas para que isso aconteça o paciente precisa tomar certos cuidados com sua higiene bucal. Como esses problemas podem acabar evoluindo para quadros mais graves é necessário redobrar a atenção quando os sintomas mencionados surgirem, e caso eles não desapareçam em poucos dias o ideal é procurar um dentista o mais rápido possível.

Quais os objetivos de um tratamento de periodontia?

Um tratamento de periodontia pode ter alguns objetivos específicos, que normalmente são: • Cura das infecções e inflamações; • Eliminação do sangramento gengival; • Remoção de cálculos dentários e placa bacteriana; • Tecidos mais saudáveis; • Prevenção de doenças que podem provocar a queda dos dentes.

Como é realizado esse tipo de tratamento?

Na periodontia é possível utilizar basicamente 2 tipos de tratamento, que são recomendados de acordo com cada caso. O primeiro tipo de tratamento realizado é a raspagem, ou tratamento supragengival, que tem como objetivo remover todo o tártaro e qualquer tipo de cálculo que esteja presente na superfície dos dentes.

O tratamento subgengival por sua vez vai atuar na remoção do tártaro que permanece escondido sob a margem da gengival. Esse tratamento pode ser realizado com a ajuda de equipamentos como raspadores, curetas ou com ajuda de equipamento de ultrassom odontológico. Quando o tártaro que se encontra abaixo da margem da gengiva já está em uma profundidade muito grande, é necessária a realização de cirurgia para sua remoção. Esse procedimento cirúrgico vai deixar as raízes dos dentes mais expostas, para que seja possível realizar o processo de raspagem de todo o tártaro presente no local. Por isso é importante ressaltar a importância que os cuidados com a higiene bucal são essenciais para que não seja necessário passar por um procedimento cirúrgico para acabar com tártaro e cálculos dentários.

Quais são os riscos de não realizar um tratamento de periodontia?

O principal risco que qualquer pessoa corre quando não procura o tratamento correto para doenças como gengivite e periodontite é a possibilidade de que um quadro simples acabe evoluindo e trazendo complicações mais sérias. Além disso, a sua qualidade de vida também pode ser afetada caso você não procure o tratamento de periodontia para curar esses problemas, passando por situações constrangedoras como mau hálito e a perda de dentes.

Conclusão

Independente de todo o avanço tecnológico que exista hoje em dia, a melhor maneira de prevenir o surgimento de problemas como periodontite e gengivite ainda é adotar bons hábitos de higiene bucal. Cuidados simples como uma escovação correta e uso de produtos com flúor, por exemplo, podem reduzir muito as chances de que uma pessoa venha a sofrer com esse tipo de doença. Quando a higiene bucal não é levada a sério as pessoas podem acabar perdendo alguns dentes em casos mais simples, e a própria vida nas situações onde há grandes complicações. Para evitar esse tipo de problema, o ideal é frequentar o seu dentista a cada seis meses. Se você está procurando um dentista em Curitiba entre em contato com a Clínica Odontológica Livedent e agende uma avaliação e conheça toda a estrutura e atendimento oferecidos aos clientes em mais de 18 anos de existência.

1
Seja Bem Vindo ao seu Dentista em Curitiba :)
Powered by