Ortodontia

Ortodontia: a especialidade que utiliza os aparelhos ortodônticos ( aparelhos dentários )

Ortodontia - O aparelho dentário ou aparelho ortodôntico é uma ferramenta capaz de realocar os dentes no lugar correto, a longo prazo, podendo este prazo ser variado, dependendo do caso de cada paciente. Esses equipamentos são indicados pelo dentista, após uma consulta e alguns exames para ajudar a moldar sua estrutura.

O uso de aparelhos ortodônticos tem aumentado frequentemente.

Isso se deve ao fato de o serviço de saúde ortodôntica ter se popularizado muito, e também ao fato de o pagamento ter se flexibilizado. Os aparelhos ortodônticos estéticos são muito requisitados por diversas parcelas da população e estão acessíveis a todos os usuários.

Possuem diferentes tipos e diferentes utilidades. Busca-se muito o uso dos aparelhos dentários pelo seu benefício estético, mas o que pouco se discute são os benefícios à saúde do corpo, de um modo geral. Entre esses benefícios, além do aumento da autoestima, fator importante para a manutenção da saúde mental e da sociabilidade do indivíduo, ainda se incluem benefícios que evidenciam uma melhor harmonia entre a mordida e a musculatura da face, o que impede dores de cabeça, ocasionadas pela má dentição.

Ainda constam benefícios como a facilidade da limpeza dos dentes e até melhora da digestão.

A saúde bucal é primordial para um harmonioso funcionamento do corpo. E a ortodontia estética pode ser essencial para alcançar todos esses benefícios. Poucos indivíduos nascem com a dentição corretamente alocada na arcada. Por isso o tratamento ortodôntico é recomendado a tantas pessoas, e tão popular.

Para alcançar um ideal estético, busca-se o recurso.

Em sua maioria, os aparelhos são feitos com policarbonato, podem ser coloridos ou não, de acordo com a escolha do paciente e, em alguns casos, na maior parte dos fixos, possuem pequenas borrachas que servem para ligar e manter a tensão nos ligamentos responsáveis por fazer força na arcada e realocar os dentes nos lugares corretos; ligamentos chamados de bandas, fios e braquetes.

Entre os tipos e modelos de aparelho encontram-se aparelhos que possuem uma maior discrição no tratamento, como os feitos com Policarbonato ou Safira, e ainda os aparelhos ortodônticos de porcelana. Nesses casos, os aparelhos, fixos ou móveis, possuem uma maior discrição no tratamento, a longo prazo, fornecendo mais conforto aos usuários.

Os aparelhos de Policarbonato são mais frágeis, possuem menor resistência e podem ter uma alteração na cor, ao longo do tempo de uso. Os aparelhos dentários de porcelana são mais resistentes e, por isso, não quebram com facilidade. Já o aparelho de Safira, é completamente translúcido, não sofre alteração na cor e é bastante resistente.

Os tipos de aparelhos podem se dividir, principalmente em dois blocos:

1. Aparelhos fixos, que são usados para a realocação dos dentes, quando eles estão desalinhados ou “encavalados”, e que apresentam desgaste ósseo e mesmo dificuldade de limpeza, ocasionando maior risco de cáries, desconforto na mastigação, dores de cabeça e baixa autoestima.

O aparelho fixo precisa ser ativado pela manutenção do dentista. Entre os aparelhos fixos, encontra-se o aparelho auto-ligável, que tem como premissa não precisar dos fios/borrachinhas para prender os arcos e manter a tensão, diminuindo a necessidade de troca e consecutivamente, o tempo de tratamento e manutenção do dentista.

Aparelhos móveis, que são usados para complementar o tratamento do aparelho fixo, para que se mantenham os dentes nos seus lugares, ou mesmo sozinhos, para pequenas correçōes.

O aparelho móvel pode ter diferentes usos e formatos e será indicado pela avaliação do seu dentista. Entre os aparelhos móveis, encontramos alinhadores, que servem para moldar pequenas imperfeições nos dentes, são menos aparentes e invasivos.

A ortodontia tem pesquisado novas formas de tornar os aparelhos mais confortáveis e menos visíveis para os pacientes.

Já existe, inclusive, um aparelho ortodôntico lingual, que tem sua estrutura colocada na parte de trás dos dentes, não ficando exposto às outras pessoas. O que é benéfico se considerada uma questão estética pessoal, mas pode ser mais incômodo e difícil de obter adaptação ao seu uso, porque ele fica diretamente em contato com a língua, o que pode provocar irritação nos primeiros dias ou semanas de uso.

Considerando os benefícios do aparelho dentário, as indicações de melhora na saúde, na mastigação, na autoestima, na fala, e até mesmo, na digestão, é preciso consultar um dentista, para saber como é possível corrigir sua falha e melhorar a forma como se lida com a própria saúde.

1
Seja Bem Vindo ao seu Dentista em Curitiba :)
Powered by